Ministério da Economia barra discussões de até 60 salários mínimos no Carf

9/10/2020 em Imprensa

Nosso sócio Leandro Cabral e Silva falou ao Valor Econômico e ao JOTA sobre a Portaria nª 340 do Ministério da Economia, segundo a qual processos administrativos tributários de até 60 salários mínimos não poderão mais ser levados ao Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf).

A partir de 3 de novembro, cobranças com esse valor só poderão ser questionadas nas Delegacias Regionais de Julgamentos (DRJs). Foi criada uma câmara recursal para que o contribuinte possa recorrer na própria DRJ, que terá que seguir a jurisprudência do Carf.

“A mudança beneficia o fluxo do Carf, mas impacta a ampla defesa do contribuinte”, avaliou Leandro Cabral e Silva.

Leia aqui as matérias:

Valor Econômico: https://lnkd.in/daRdt7Y

Jota: https://lnkd.in/dZ3hSbC

Velloza Advogados |

VER TAMBÉM

News Bancário Nº 675

Declaração de Censo Quinquenal 2021 – Ano-base 2020 Informamos que se aproxima o prazo para a prestação da declaração, perante…

18 de junho de 2021 em News Bancário

Leia mais >

Velloza Ata de Julgamento

REsp nº 1570571 – FAZENDA NACIONAL x ESTALEIRO ATLANTICO SUL S/A – Relator: Ministro Mauro Campbell Marques Tema: Saber se débito que…

16 de junho de 2021 em Velloza Ata de Julgamento

Leia mais >