Velloza Ata de Julgamento

30/06/2017 em Velloza Ata de Julgamento

Conforme constou no informativo Velloza em Pauta Complementar, era grande a expectativa de que o Ministro Fachin rejeitasse os embargos de declaração opostos pela União nos autos do Recurso Extraordinário nº 611.505.

No entanto, ao contrário do esperado, ele houve por bem acolhê-los, com efeitos modificativos, para declarar o caráter constitucional da matéria objeto dos autos, qual seja, saber se os valores pagos pelo empregador aos seus empregados, nos primeiros quinze dias de afastamento da licença saúde, devem integrar a base de cálculo da contribuição sobre a folha de salários.

O Ministro Fachin em brevíssimo voto, aplicou à questão o artigo 102, § 3º, da Constituição Federal, o qual exige o quórum qualificado da Corte para recusar a apreciação de recurso extraordinário face à ausência de repercussão geral da matéria.

A Ministra Cármen Lúcia, demonstrando preocupação quanto ao fato de que antes de 2012 era dispensável o quórum qualificado para atestar a ausência de repercussão geral da matéria submetida ao plenário virtual, pediu vista antecipada dos autos para melhor análise.

Assim, resta aguardar o deslinde dessa questão, que poderá implicar em grande reviravolta na, até então, pacificada jurisprudência favorável ao contribuinte.

VELLOZA ATA DE JULGAMENTO É UM INFORMATIVO DE JURISPRUDÊNCIA QUE SELECIONA CASOS RELEVANTES EM PAUTA NOS TRIBUNAIS, CONFORME INFORMAÇÕES PUBLICADAS PELAS PRÓPRIAS CORTES. AS INFORMAÇÕES SÃO PÚBLICAS E PODEM OU NÃO SE REFERIR A PROCESSOS PATROCINADOS PELO VELLOZA ADVOGADOS.

ESTE BOLETIM É MERAMENTE INFORMATIVO E RESTRITO AOS NOSSOS CLIENTES E COLABORADORES. FICAMOS À DISPOSIÇÃO PARA EVENTUAIS ESCLARECIMENTOS SOBRE A(S) MATÉRIA(S) AQUI VEICULADA(S).

 

 

Velloza Advogados |

VER TAMBÉM

Empresas passam a vencer teses bilionárias no Carf

Em entrevista ao jornal Valor Econômico, nosso sócio Leandro Cabral e Silva destacou uma das teses importantes que os contribuintes…

18 de outubro de 2021 em Imprensa

Leia mais >

Executivo veta projeto que define conceito de “praça” para cálculo do IPI

Nosso sócio Leandro Cabral e Silva falou ao Jota sobre o veto, pelo Executivo, ao projeto de lei (PL 2110/2019)…

7 de outubro de 2021 em Imprensa

Leia mais >