Supremo começa a julgar o fim do voto de qualidade no Carf

2/04/2021 em Imprensa

O Supremo Tribunal Federal (STF) iniciou na última sexta-feira (2/4) a análise das ações diretas de inconstitucionalidade que questionam o dispositivo da Lei 13.988/2020 que colocou fim ao voto de qualidade no CARF – Conselho Administrativo de Recursos Fiscais.

O relator, ministro Marco Aurélio, entendeu que a mudança é inconstitucional, pois não poderia ter sido tratada em lei sem relação com o tema.

O voto de qualidade é usado em casos de empate nos julgamentos. Com ele, o voto do presidente da turma vale por dois. A mudança legislativa questionada determina que, em caso de empate, o julgamento se encerre a favor do contribuinte.

Nosso sócio Leandro Cabral e Silva declarou ao Valor Econômico que, se prevalecer o voto do relator, todas as decisões aplicadas desde abril de 2020, quando a lei foi alterada, podem ser contestadas pelo Fisco. Levantamento feito por nosso sócio mostra que, entre os meses de abril e setembro de 2020, foram aplicadas 57 decisões nesse sentido. A maioria delas envolve discussões relacionadas ao IRPF.

Leia a reportagem: https://lnkd.in/dYauj59

Velloza Advogados |

VER TAMBÉM

News Tributário Nº 691 – Complemento

Barroso afasta a incidência de IRPJ/CSLL sobre a SELIC recebida na repetição de indébito tributário, mas propõe modulação Prosseguindo no…

21 de setembro de 2021 em News Tributário

Leia mais >

News Tributário Nº 691

STF: 4 votos pela impossibilidade de incidência de IRPJ/CSLL sobre a Taxa Selic recebida na repetição de indébito tributário O…

21 de setembro de 2021 em News Tributário

Leia mais >