News Tributário N° 726

11/04/2022 em News Tributário

Justiça afasta a incidência das contribuições previdenciárias sobre gastos com menores aprendizes

O sistema normativo brasileiro prevê a possibilidade das empresas absorverem em seus quadros de colaboradores menores carentes, assistidos por instituição de assistência social, governamental ou não, sem fins lucrativos visando a formação profissional desses jovens.

Contudo, por força do art. 22 da Lei n° 8.212/91, todos os gastos com os menores sofrem incidência das contribuições previdenciárias e reflexos, tributação que não se coaduna com a previsão constitucional contida no artigo 227 no sentido de incentivar a profissionalização desses menores.

Nesse contexto e com base no art. 4º do Decreto-lei nº 2318/86, vem se consolidado o entendimento no sentido de não incidirem encargos previdenciários de qualquer natureza nos gastos com menores aprendizes admitidos pela empresa.

As medidas intentadas judicialmente também garantem a compensação de valores recolhidos indevidamente sobre a mesma rubrica (menor aprendiz), nos últimos 5 (cinco) anos.

Entendemos que os argumentos são contundentes e são boas as chances para que empresas de qualquer segmento, que detenham em sua folha de pagamentos destinados à menores aprendizes, busquem no judiciário  afastamento das contribuições previdenciárias incides sobre tais contratações.

Nosso escritório se encontra à disposição para esclarecimentos sobre o tema.

­

ESTE BOLETIM É MERAMENTE INFORMATIVO E RESTRITO AOS NOSSOS CLIENTES E COLABORADORES. FICAMOS À DISPOSIÇÃO PARA EVENTUAIS ESCLARECIMENTOS SOBRE A(S) MATÉRIA(S) AQUI VEICULADA(S).
Velloza Advogados |

VER TAMBÉM

STJ

REsp nº 1837944/SP – MAKRO ATACADISTA S.A x FAZENDA DO ESTADO DE SÃO PAULO – Relator: Min. Francisco Falcão Tema:…

24 de maio de 2022 em STJ

Leia mais >

STJ

REsp nº 1436757 – AES URUGUAIANA EMPREENDIMENTOS S/A x FAZENDA NACIONAL – Relatora: Min. Regina Helena Costa Tema: Direito de…

24 de maio de 2022 em STJ

Leia mais >