V&G News – Nº 214

31/07/2013 em Sem categoria

CPP sobre 13º salário – Desoneração da Folha de Pagamento

Recentemente a Receita Federal do Brasil (“RFB”) publicou a Solução de Consulta nº 40, que esclarece o cálculo para pagamento, pelas empresas que estão parcialmente sujeitas à contribuição previdenciária substitutiva, da contribuição patronal previdenciária (“CPP”) sobre o 13º salário.
De acordo com a RFB, a CPP deverá ser calculada da seguinte forma:
Quando o 13º salário é pago em dezembro:

CPP referente ao período de janeiro a julho (CPP1) = 20% de 7/12 da folha de pagamento do 13º salário + RAT de 7/12 da folha de pagamento do 13º salário; e CPP referente ao período de agosto a dezembro (CPP2) = (20% de 5/12 da folha de pagamento do 13º salário) X (receita bruta das atividades não beneficiadas do período de agosto a novembro/receita bruta total do período de agosto a novembro) + RAT de 5/12 da folha de pagamento do 13º salário.

CPP total = CPP1 + CPP2
Quando o 13º salário é pago em rescisão de contrato de trabalho:
CPP referente ao período de janeiro a julho (CPP1) = 20% de 7/12 do valor do 13º salário a que o empregado faria jus + RAT de 7/12 do valor do 13º salário a que o empregado faria jus; e

CPP referente ao período de agosto a dezembro (CPP2) = (20% do 13º salário proporcional ao número de meses no período de agosto a dezembro) X (receita bruta das atividades não beneficiadas do período de agosto a novembro/receita bruta total do período de agosto a novembro) + RAT do valor do 13º salário proporcional ao número de meses no período de agosto a dezembro.

CPP total = CPP1 + CPP2
ESTE BOLETIM É MERAMENTE INFORMATIVO E RESTRITO AOS NOSSOS CLIENTES E COLABORADORES. DÚVIDAS E ESCLARECIMENTOS SOBRE AS MATÉRIAS AQUI VEICULADAS DEVERÃO SER DIRIGIDAS AO V&G.

Velloza Advogados |

VER TAMBÉM

News Societário Nº 568

GOVERNO REGULAMENTA PROCEDIMENTOS PARA ABERTURA DE STARTUPS DE FORMA SIMPLIFICADA Em abril de 2019, por meio da Lei Complementar nº…

27 de março de 2020 em News Societário

Leia mais >

News Mercado de Capitais Nº 567

CVM prorroga prazos regulatórios e suspende restrições em função da pandemia do COVID-19 Em razão do agravamento dos impactos econômicos…

26 de março de 2020 em News Mercado de Capitais

Leia mais >