News Tributário Nº 428

5/03/2018 em News Tributário

Município de São Paulo edita norma definindo o tomador do serviço de administração de consórcios

05 de março de 2018

Foi publicado no Diário Oficial do Município desta segunda-feira (05/03/18) o Parecer Normativo “SF” nº 1/2018 da Secretaria da Fazenda do Município de São Paulo, pelo qual o órgão fazendário define com caráter interpretativo o conceito de tomador dos serviço de administração de consórcios, previsto no item 15.01 da lista anexa à Lei Complementar nº 116/2003 e que recentemente teve sua competência alterada pela Lei Complementar nº 157/2016, deixando de ser devido ao município da sede do administrador e passando à competência do município do domicílio do tomador do serviço.

O Parecer Normativo  editado pela Prefeitura de São Paulo considera o grupo de consórcio como tomador dos serviços de administração de consórcios, conceito que não havia sido claramente estabelecido pela Lei Complementar nº 157/2016, gerando divergentes interpretações entre contribuintes e municípios. Desta forma, segundo a interpretação dada pela Fazenda Paulistana, para identificação do Município competente para o recolhimento do ISS, as administradoras de consórcios deverão observar o local onde o grupo de consórcio foi constituindo, desconsiderando o consorciado individualmente.

Com esse parecer, a exemplo do que já havia ocorrido em relação à administração de fundos de investimentos, o Município de São Paulo volta a adotar interpretação divergente daquela externada pela Associação Brasileira das Secretarias de Finanças das Capitais (“ABRASF”) em Nota Técnica (vide nosso informativo nº 404), pela qual a referida associação considerava o consorciado individual como tomador dos serviços de administração.

Espera-se que outros municípios editem normas semelhantes à de São Paulo, agravando o cenário de incertezas instaurado em torno da LC nº 157/2016 e tornando cada vez mais urgente a necessidade de posicionamento do Supremo Tribunal Federal na análise das ADIs ajuizadas em face da Lei Complementar nº 157/2016.

Equipe Contencioso Tributário Judicial

ESTE BOLETIM É MERAMENTE INFORMATIVO E RESTRITO AOS NOSSOS CLIENTES E COLABORADORES. FICAMOS À DISPOSIÇÃO PARA EVENTUAIS ESCLARECIMENTOS SOBRE A(S) MATÉRIA(S) AQUI VEICULADA(S).

VER TAMBÉM

News Tributário Nº 453

Justiça Federal de São Paulo reconhece que empresas de leasing podem excluir as receitas financeiras da base de cálculo do…

12 de julho de 2018 em News Tributário

Leia mais >

News Especial Nº 452

Projeto de Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais é aprovado pelo Senado Federal 11 de julho de 2018 Foi…

11 de julho de 2018 em Legislação

Leia mais >