News Tributário Nº 423

2/01/2018 em News Tributário

Portaria PGFN nº 1207, de 28 de dezembro de 2017
Utilização de créditos no PERT – regulamentação da PGFN

02 de janeiro de 2018

Foi publicada em 29/12/2017, no Diário Oficial da União, a Portaria nº 1207/2017 da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN), para disciplinar procedimentos de utilização de créditos para amortizar a dívida de quem aderiu ao PERT (Programa Especial de Regularização Tributária, objeto da Lei nº 13.496/2017), no âmbito da referida PGFN, em especial prazos para apresentação de informações junto ao Fisco Federal, em janeiro e em fevereiro de 2018.

Nos termos da referida Portaria, o contribuinte que aderiu ao PERT, cuja dívida era de até R$ 15.000.000,00, em uma das modalidades previstas pelos incisos II, III ou IV do artigo 3º da Portaria PGFN nº 690/2017 (pagamento à vista de no mínimo 20% entre agosto a dezembro de 2017 e o restante pago à vista em janeiro de 2018, ou parcelado em 145 ou 175 vezes), pode se valer de créditos para amortizar o saldo devedor.

Os créditos passíveis de utilização são os créditos próprios de prejuízo fiscal decorrentes da atividade geral ou da atividade rural, e de base de cálculo negativa da Contribuição Social sobre o Lucro (CSL), existentes até 31 de dezembro de 2015 e declarados até 29 de julho de 2016, se disponíveis para utilização; e os demais créditos próprios, pertinentes a tributos administrados e reconhecidos pela Receita Federal do Brasil (RFB) em decisão administrativa definitiva.

Nos termos da referida Portaria, o contribuinte deverá, para usufruir dos créditos, acessar ao e-CAC da PGFN, entre 02/01/2018 a 31/01/2018, ingressar na opção “Migração” e informar os montantes da alíquota a serem utilizados; caso o contribuinte não realize o referido procedimento será impedido de utilizar os créditos de prejuízo fiscal e base de cálculo negativa da CSL no parcelamento.

Deverá ainda, entre 02/02/2018 a 28/02/2018, apresentar, nas unidades da RFB ou PGFN, declaração, assinada pelo representante legal e contabilista regular perante o CRC, quanto à existência e disponibilidade dos montantes de prejuízo fiscal e de base de cálculo negativa da CSL, conforme anexo único trazido pela Portaria PGFN nº 1207/2017, acompanhada de pertinente documentação referente a constituição da pessoa jurídica, com alterações correspondentes, que permitam identificar os responsáveis pela gestão da empresa ou de regular constituição de procurador, conforme o caso, sob pena de, não apresentada a declaração, ter cancelado os créditos informados para amortização do saldo devedor e imediato prosseguimento da cobrança.

A referida Portaria PGFN nº 1207/2017 ainda trata de temas correlatos ao aproveitamento do crédito, como valor do crédito decorrentes do prejuízo fiscal e base de cálculo negativa da CSL, da utilização de depósito judicial, e da verificação da regularidade e utilização dos créditos.

O escritório se coloca à disposição de seus clientes para o esclarecimento de eventuais dúvidas e para orientação sobre o assunto.

 

 

ESTE BOLETIM É MERAMENTE INFORMATIVO E RESTRITO AOS NOSSOS CLIENTES E COLABORADORES. FICAMOS À DISPOSIÇÃO PARA EVENTUAIS ESCLARECIMENTOS SOBRE A(S) MATÉRIA(S) AQUI VEICULADA(S).

VER TAMBÉM

News Especial Nº 461

Aspectos Relevantes da Lei Brasileira de Proteção de Dados (LBPD) 21 de agosto de 2018 No último dia 14 de…

21 de agosto de 2018 em Legislação

Leia mais >

News Tributário Nº 460

DITR 2018 17 de agosto de 2018 A Receita Federal do Brasil publicou em 31 de julho de 2018, a…

17 de agosto de 2018 em News Tributário

Leia mais >