News Bancário Nº 471

26/09/2018 em News Bancário

Câmbio – Nova forma de transferência de recursos oriundas do exterior

26 de setembro de 2018

O Banco Central do Brasil (“BCB”) editou uma nova regra que passa a permitir, a partir da entrada em vigor do referido normativo, que recursos enviados do exterior para pessoas físicas sejam creditados na conta corrente do destinatário diretamente em reais. Trata-se da Circular nº 3914, publicada no D.O.U. em 24.09.2018.

De acordo com a referida Circular, as instituições autorizadas a operar no mercado de câmbio podem receber ordem de pagamento em moeda estrangeira, convertê-los para reais e direcionar os recursos a pessoas físicas, desde que observem algumas particularidades, dentre as quais destacamos: (a) que as condições da ordem de pagamento sejam pactuadas pelo remetente dos recursos no exterior, indicando, inclusive, o valor em moeda nacional a ser recebido pelo destinatário no Brasil; (b) que a transferência dos recursos pela instituição financeira autorizada a operar no mercado de câmbio para o destinatário ocorra em até 3 (três) dias úteis; e (c) que o crédito na conta esteja limitado a R$ 10 mil reais.

Ademais, a instituição brasileira que optar pela sistemática ora permitida deverá observar alguns requisitos em relação à instituição remetente dos recursos financeiros para estar em compliance com a Circular nº 3914. A regulamentação estabelece a necessidade de aprovação do diretor responsável pelas operações no mercado de câmbio, previamente ao início de relacionamento com a instituição no exterior; bem como que sejam avaliados os procedimentos e controles estabelecidos pela instituição com vistas à prevenção e combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento ao terrorismo. Além disso, a instituição brasileira deve se certificar da reputação da instituição estrangeira remetente dos recursos, bem como da sua efetiva supervisão e presença física no país onde está constituída e tem autorização para funcionamento.

A nova regra tem por objetivo simplificar e reduzir os custos do recebimento de recursos de pequena monta oriundos do exterior por pessoas físicas. O remetente dos recursos acorda previamente o montante em reais a ser recebido pelo destinatário no Brasil, arcando com os custos envolvidos no envio. Desta forma, quando os recursos ingressam no país, há a contratação automática de operação de câmbio e a conta do destinatário é creditada em reais. O destinatário dos recursos tem segurança e transparência com relação ao montante em reais a ser recebido, não precisando se preocupar com o câmbio e os custos envolvidos.

A nova norma entra em vigor em 01.11.2018.

­

­

­

ESTE BOLETIM É MERAMENTE INFORMATIVO E RESTRITO AOS NOSSOS CLIENTES E COLABORADORES. FICAMOS À DISPOSIÇÃO PARA EVENTUAIS ESCLARECIMENTOS SOBRE A(S) MATÉRIA(S) AQUI VEICULADA(S).
Velloza Advogados |

VER TAMBÉM

News Tributário Nº 619

Lei do Estado de São Paulo revoga benefício do IPVA para locadoras de veículos No último dia 15 de outubro…

23 de outubro de 2020 em News Tributário

Leia mais >

News CARF

Acórdãos CARF em Destaque ­ Nesta edição, destacamos acórdãos do CARF publicados até 09/2020 acerca de temas relevantes, organizados por…

15 de outubro de 2020 em News CARF

Leia mais >